Pouso

Pousei por livre vontade
na palma da sua mão
E agora você decide
se é liberdade ou prisão.

sábado, 25 de dezembro de 2010

A vaidade

Maria Rejeitadinha não sabe como ser bonita para os outros, tem medo até dos cabelos e se esconde do espelho. Maria Rejeitadinha não gosta de vaidade, prefere ver além do espelho.

Olha, eu preciso te dar um espelho
Um espelho de você
Espelho que te revele, que te faça descobrir
A beleza que existe
Nos teus olhos a sorrir.

A beleza que está
No suor do teu pensar
Nas tuas horas de entrega...
O belíssimo que reside
Não nos teus cabelos lisos
Mas na transparência do teu ser
No que você pensa fazer.

Tal beleza que ninguém vê
Se não reflete no espelho de você
Olha, não é feio,
Não é velho, não é seco, nem armado
Olha, não é gordo, nem é magro
Não está do tamanho errado.

Olha nos olhos do te reflexo
Não está fora do lugar
Se um dia houver de aumentar
Que aumente mais o pensar.

Que o teu amor engorde
E tua tristeza emagreça
Que a tua felicidade tenha as luzes mais perfeitas!

E que teu reflexo apareça
Sem sombra ou outra pintura
Que cubra teus olhos tão cheios
De vida e de grande ternura...

Olha do teu íntimo
Teu reflexo tal qual o Narciso
Brilha no teu palco como Quixote!

Quebra o vidro do espelho concreto
Abre a porta do reflexo abstrato
Estica, encolhe, aumenta, diminui
Pinta, corta, tinge, brilha
Pensa, entende, age, faz
Ama, sonha, amadurece, vive.

2 comentários:

  1. Olhar p si e enxergar o q há d mais belo... Tarefa difícil hein?! bj

    ResponderExcluir
  2. Um tapa na cara da sociedade de aparências haha. Adorei. M.

    ResponderExcluir