Pouso

Pousei por livre vontade
na palma da sua mão
E agora você decide
se é liberdade ou prisão.

sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

O caminho da poesia

Não estou preocupada
com a métrica
com a medida
nem com a estética.

Estou preocupada com o homem:
sem olhos
sem dentes
sem nada além
de uma faca
na goela
e outra na mão.

Se a poesia não chegar
ao estômago do assassino,
às orelhas do cidadão,

morre o homem
morre a poesia
e morre o sentido.

Nenhum comentário:

Postar um comentário